[Resenha] Feios – Scott Westerfeld

Edição: 1
Editora: Galera
ISBN: 978-85-01-08370-8

Ano: 2010
Páginas: 415
Tradutor: Rodrigo Chia
Gênero: Ficção americana
Título original: Uglies
Onde comprar mais barato: Ricardo Eletro, Walmart e Cia dos Livros.
Sinopse: Tally está prestes a completar 16 anos, e ela mal pode esperar. Não por sua carteira de motorista – mas para se tornar bonita. No mundo de Tally, seu aniversário de 16 anos traz uma operação que torna você de uma horripilante pessoa feia para uma maravilhosa pessoa linda e te leva para um paraíso de alta tecnologia onde seu único trabalho é se divertir muito. Em apenas algumas semanas Tally estará lá. Mas a nova amiga de Tally, Shay, não tem certeza se ela quer ser bonita. Ela prefere arriscar sua vida do lado de fora. Quando ela foge, Tally aprende sobre um lado totalmente novo do mundo dos bonitos – que não é tão bonito assim. As autoridades oferecem a Tally sua pior escolha: encontrar sua amiga e a entregar, ou nunca se transformar em uma pessoa bonita. A escolha de Tally faz sua vida mudar pra sempre.

Feios é aquele tipo de livro que viaja bastante, seja na maionese, seja no espaço ou na própria mente criativa do autor. Feios é sim um livro bom. Tem sim um enredo fantástico e SIM eu gostei da história. Já ouvi/li muitas reclamações, mas se você for um pouco diferente do normal como eu, você vai adorar também. Não me refiro a não normal como gente imbecil, débil ou qualquer outra palavra que se encaixe, mas como alguém que gosta das coisas simples, menos criativas, que trabalhe menos a mente. Eu fiquei de boca aberta quando comecei a ler, você já pesca a ideia do livro desde o princípio e cada passagem é um OHHH saído de nossas bocas. Simplesmente fantástico. É aquele tipo de história que você lê e se pergunta o por quê de ninguém ter a ideia de escrever sobre o assunto assim, de um jeito tão legal. É uma crítica aos dias de hoje, é uma crítica do futuro, é uma crítica da personalidade de certas pessoas, é uma crítica à valorização da beleza expressada de um modo interessante. Acertou ao escolher falar do tema em ficcão podendo explorar ainda mais a imaginação. A leitura é leve e fácil. Acho que só pecou no quisito empolgação.
Na vila de Tally Youngblood todos são feios, ou seja, não passaram pela mega operação dos 16 anos, que os tornam bonitos, perfeitos. Ela não vê a hora de chegar seu aniversário já que seu amigo Peris se mudou para nova perfeição, a cidade dos perfeitos e está sozinha. Nesse interim ela se mete em várias confusões, e acaba conhecendo Shay que não quer se tornar perfeita. Perto do dia do aniversário de Tally, Shay se despede da amiga e parte para a Fumaça, uma cidade que dizem as más linguas ser perigosa. Shay conta a Tally que lá há pessoas que fugiram para continuarem como são e deixou pistas em um papel caso ela mude de ideia.
Depois de demorados dias chega o aniversário de Tally e ela é pega pelas Circustâncias Especiais, uma autoridade. Eles souberam que Tally conhecia Shay e que ela fugiu para o lugar que eles procuram. Tally é chantagiada, ou ela os ajuda a encontrá-la ou ficará feia para sempre.
Ser perfeita é o maior sonho de Tally, como realizá-lo depois de prometer segredo a Shay? O que será mais importante para ela? Se tornar perfeita ou ser fiel a amiga?
Preparem-se para mais criatividade.
 Cotação:
 
Anúncios

4 comentários sobre “[Resenha] Feios – Scott Westerfeld

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s